Arquivo da categoria ‘dicas’

Temas para Joomla

Publicado: setembro 25, 2008 em dicas

JoomlaHacks.com (143) Easy to browse – Full preview
http://www.joomlahacks.com/joomla/templates/0,0,0,0,9,0,8/

JoomlaOS.de (471) Gallery format – very easy to browse – Full preview
http://www.joomlaos.de/set_albumName,album03/option,com_gallery/Itemid,37/include,view_album.php.html

JoomlaTurkiye.org (110) easy to browse 15 images per page – full preview
http://www.joomlaturkiye.org/component/option,com_tgallery/Itemid,29/func,viewcategory/catid,1/

Joomla-templates.com (14) – full preview
http://www.joomla-templates.com/index.php?option=com_content&task=category&sectionid=4&id=13&Itemid=27

JoomlArt ( 8 )
http://www.joomlart.com/component/option,com_remository/Itemid,262/func,select/id,2/

dezinedepot.com (13)
http://www.dezinedepot.com/component/option,com_remository/Itemid,37/func,select/id,1/

JoomlaDesigns (3)
http://www.joomladesigns.co.uk/option,com_remository/Itemid,28/func,select/id,10/

MamboHut (608) Mostly Mambo 4.5.1+ templates
http://www.mambohut.com/templates_gallery/

JoomlaStyle (2)
http://www.joomlastyle.com/

MamboSolutions (30)
http://showcase.mambosolutions.com/free/

Joomlactive.com (10)
http://www.joomlactive.com/component/option,com_remository/Itemid,7/func,select/id,1/

JoomlaResource.com (168)
http://www.joomlaresource.com/joomla_downloads/Download/Joomla_Templates/

JoomlaFrance (9)
http://www.joomlafrance.org/telecharger/select/Templates_Administrateur_Joomla_1.x/par_titre/1.html

CMSDesign.it (3)
http://www.cmsdesign.it/index.php?categoryid=7&s=&

JoomlaShack.com ( 8 )
http://www.joomlashack.com/joomla/free-joomla-templates.html

Concept Design.nl (9)
http://conceptweb.jabstar.nl/eng/index.php?option=com_content&task=view&id=27&Itemid=70

Rocket Theme (2)
http://www.rockettheme.com/Free-Joomla-Templates/

(a Lista foi feita por uma pessoa, com base em outra lista de outra pessoa no fórum do Joomla, eu só reproduzi aqui…)

Anúncios

Acesse o Skype Pelo Seu Navegador Web

Publicado: setembro 18, 2008 em dicas

Skype Online

Skype Online

Através do web messenger Imo.Im, você pode acessar o Skype usando uma interface web, pelo seu navegador web.

UFPE 3 mauricio-de-nassau
UFPE x Maurício de Nassau: a melhor e a pior de Pernambuco

Os resultados divulgados ontem pelo MEC para as instituições de ensino superior mostram bem a face das universidades e faculdades no Brasil.

Na verdade não há muita novidade no que foi divulgado. Era o esperado, depois da mercantilização do ensino que se instalou no país.

Como deixaram o “mercado” regular a qualidade das universidades e faculdades, nada melhor do que um belo ranking para que os estudantes saibam onde estudar.

Vamos aos fatos.

Entre as 10 melhores universidades do país, apenas uma não é pública: a PUC do Rio de Janeiro. Na prática é uma das poucas instituições privadas que possui pesquisa de qualidade.

Das quatro universidades daqui, a UFPE é a primeira (23a. do país, com 353 pontos), seguida da UFRPE (73o, com 272 pontos), da UNICAP (84a., com 263 pontos), e da UPE (132a., com 224 pontos). O universo foi de 172 universidades pesquisadas.

O CEFET, que é um Centro Universitário, ficou com 324 pontos, atrás apenas da UFPE, se considerarmos na listagem com as universidades.

Entre as faculdades e cursos isolados, em um total de 1.526 instituições, o que chamou a atenção foi a colocação da Maurício de Nassau. Foi a quarta pior instituição do país, com apenas 85 pontos. Conseguiu ficar atrás de instituições que ninguém conhece, como a Faculdade Decisão, a FAJOLCA, a FABEJA e a FAFOPAI.

PS: A Faculdade Maurício de Nassau entrou em contato com o blog, explicando as razões (convincentes) para o baixo resultado. Veja aqui.

A melhor instituição desse grupo em Pernambuco foi a Faculdade Marista, com 348 pontos. As notas das faculdades isoladas de Pernambuco não foram ruins, ao contrário do que muitos podem pensar.

As 10 melhores de Pernambuco foram:

  1. Faculdade Marista – 343 pontos
  2. Instituto Salesiano de Filosofia – 311
  3. Faculdade do Agreste de Pernambuco – 303
  4. Faculdade Santa Maria – 297
  5. Faculdade de Direito de Caruaru – 283
  6. Instituto Superior de Educação de Floresta – 279
  7. Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão – 252
  8. Faculdade Boa Viagem – 246
  9. Faculdade de Enfermagem de Arcoverde – 245
  10. Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina – 241

Para quem deseja os resultados detalhados, a melhor opção é ir ao site do INEP e baixar a planilha do IGC. Lá também estão os detalhes da metodologia da pesquisa oficial do MEC.

Abaixo vai apenas a colocação completa das instituições avaliadas em Pernambuco.

  1. Faculdade Marista
  2. Instituto Salesiano de Filosofia
  3. Faculdade do Agreste de Pernambuco
  4. Faculdade Santa Maria
  5. Faculdade de Direito de Caruaru
  6. Instituto Superior de Educação de Floresta
  7. Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão
  8. Faculdade Boa Viagem
  9. Faculdade de Enfermagem de Arcoverde
  10. Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina
  11. Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caruaru
  12. Faculdades Integradas Barros Melo
  13. Faculdade de Enfermagem de Belo Jardim
  14. Faculdade Integrada do Recife
  15. Faculdade de Ciências Humanas de Olinda
  16. Instituto Superior de Educação de Pesqueira
  17. Focca – Faculdade de Olinda
  18. Centro de Ensino Superior do Vale São Francisco
  19. Faculdade Santa Helena
  20. Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central
  21. Faculdade de Odontologia do Recife
  22. Faculdade Frassinetti do Recife
  23. Instituto Pernambuco de Ensino e Cultura
  24. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco
  25. Faculdade do Vale do Ipojuca
  26. Faculdade Integrada de Pernambuco
  27. Faculdade Metropolitana da Grande Recife
  28. Faculdade Salesiana do Nordeste
  29. Faculdade dos Guararapes
  30. Centro de Ensino Superior de Arcoverde
  31. Faculdade de Ciências de Timbaúba
  32. Faculdade de Odontologia de Caruaru
  33. Instituto Pernambucano de Ensino Superior
  34. Escola Superior de Marketing
  35. Escola Superior de Relações Públicas
  36. Faculdade de Ciências Contábeis de Recife
  37. Faculdade de Formação de Professores de Araripina
  38. Faculdade de Ciências da Administração do Limoeiro
  39. Faculdade da Escada
  40. Faculdade Escritor Osman da Costa Lins
  41. Instituto de Ensino Superior de Piedade
  42. União de Escolas Superiores da Funeso
  43. Faculdade de Ciências da Administração de Garanhuns
  44. Faculdade de Ciências Humanas de Pernambuco
  45. Faculdade Européia de Administração e Marketing
  46. Faculdade de Educação Superior de Timbaúba
  47. Faculdade de Formação de Professores de Belo Jardim
  48. Faculdade de Formação de Professores de Afogados da Ingazeira
  49. Faculdade José Lacerda Filho de Ciências Aplicadas
  50. Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul
  51. Faculdade de Formação de Professores de Goiana
  52. Faculdade de Ciências Humanas Esuda
  53. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Igarassu
  54. Faculdade Decisão
  55. Faculdade Luso-Brasileira
  56. Instituto de Ensino Superior de Olinda
  57. Faculdade Maurício de Nassau

Debian Etch – Mirros BR for Apt

Publicado: setembro 8, 2008 em dicas

deb http://debian.pop-sc.rnp.br/debian/ etch main
deb-src http://debian.pop-sc.rnp.br/debian/ etch main

deb http://security.debian.org/ etch/updates main contrib
deb-src http://security.debian.org/ etch/updates main contrib

Burlando firewall

Publicado: agosto 26, 2008 em Burlar, Curiosidades, dicas

http://www.google.com/translate?langpair=en|en&u=orkut.com

Entendeu ?

rsrsrs !!!!

#!/bin/sh
#Para a checagem de Sintaxe use a opção −n. ex: #!/bin/sh -n
# Script de backup
# hachidbackupservers.sh − Faz backup de Servidores usando Rsync
### Inicialização das variáveis
#
#@autor: Richardson Lima
#@email2:securityfusion@gmail.com
#

#ROOT_UID=0      # Apenas os usuários com $UID 0 tem privilégios root.
#LINES=500       # Número padrão de linhas salvas.
#E_XCD=66        # Não é possível alterar o diretório?
#E_NOTROOT=67    # Non−root, saída erro.

### Habilite para depuração
# DEBUG=1 # depuração: 0 desliga, 1 liga
### função de depuração
#Debug(){ [ “$DEBUG” = 1 ] && echo “$*” ; }

#Servidores
MAILSERVER=’192.168.0.x’
MYSQLSERVER=’192.168.0.x’
SMBSERVER=’192.168.0.x’     # Servidor Samba
SVNSERVER1=’192.168.0.x’    # Servidor SVN1
SVNSERVER2=’192.168.0.x’    # Servidor SVN2
CVSSERVER=’192.168.0.x’     # Servidor CVS

### MAILSEVER
HOME_MAIL_TMP_DIR=’/algumDiretorio/bkp-mail/tmp-home-mail/’           # Diretório de armazenamento temporario
VAR_MAIL_TMP_DIR=’/algumDiretorio/bkp-mail/tmp-var-mail/’             # Diretório de armazenamento temporario
ETC_MAIL_TMP_DIR=’/algumDiretorio/bkp-mail/tmp-etc-mail/’             # Diretório de armazenamento temporario
BKP_MAIL_DIR=’/algumDiretorio/bkp-mail/’                              # Diretório de armazenamento dos compactados

### MYSQLSERVER
BACKUP_REMOTO_DIR1=’/algumDiretorio/bkp-mysql/’
BACKUP_REMOTO_DIR2=’/algumDiretorio/bkp-mysql/’
BACKUP_DIR1=’/algumDiretorio/bkp-mysql/’
BACKUP_DIR2=’/algumDiretorio/b-mysql/bkp-reserva-mysql/’
BACKUP_TMP_DIR1=’/algumDiretorio/bkp-mysql/tmp1′
BACKUP_TMP_DIR2=’/algumDiretorio/bkp-mysql/tmp2′

### CVS SEVER
CVSDIR=’/algumDiretorio/cvs/’
BKP_TMP_CVS=’/algumDiretorio/bkp-cvs/tmp-cvs/’
CVS_BKP_DIR=’/algumDiretorio/bkp-cvs’

### SVN SERVER 1
SVNDIR1=’/algumDiretorio/svn/’
BKP_TMP_SVN1=’/algumDiretorio/b-svn1/tmp-svn1/’
SVN1_BKP_DIR=’/algumDiretorio/b-svn1/’

### SVN SERVER 2
SVNDIR2=’/algumDiretorio/svn/’
BKP_TMP_SVN2=’/algumDiretorio/bkp-svn2/tmp-svn2/’
SVN2_BKP_DIR=’/algumDiretorio/bkp-svn2/’

### Data e Log
LOG=’/var/log/backup.log’
DATA=`date +%d-%m-%Y-%H.%M`

# Executar como root, claro!.
#if [ “$UID” −ne “$ROOT_UID” ]
#then
#   echo “Ops ! Somente o usuário root pode rodar este programa.”
#   exit $E_NOTROOT
#fi
# Teste se apresentar argumento de linha de comando (non−empty).
#then
#   lines=$1
#else
#   lines=$LINES # Padrão, se não especificado em linha de comando.
#fi

echo “—————————————”
echo “-  Iniciando backup do servidor MySQL -”
echo “—————————————”
echo

# 1
#ssh root@${MYSQLSERVER} ‘/usr/bin/mysqldump -u root -pCOLOCARSENHA –all-databases > /algumDiretorio/b-mysql/backupmysql.sql’
#ssh root@${MYSQLSERVER} ‘cd ${BACKUP_REMOTO_DIR1}’
#ssh root@${MYSQLSERVER} ‘tar -czvf bkpMysql-${DATA}.tar.gz backupmysql.sql’

rsync -Cravzp root@${MYSQLSERVER}:${BACKUP_REMOTO_DIR1}* ${BACKUP_TMP_DIR1} >> ${LOG} # transferindo o backup do Mysql para o servidor de backup
cd ${BACKUP_TMP_DIR1} && tar -czvf bkpMysql-${DATA}.tar.gz backupmysql.sql && cp *sql ${BACKUP_DIR1} && cp *.tar.gz ${BACKUP_DIR1}
echo ”  Procurando arquivos com mais de 7 dias para remoção  ”
find ${BACKUP_DIR1} -name “*.tar.gz” -ctime +7 -exec rm -vrf {} >> ${LOG} \;
echo “Limpando diretório temporario”
cd ${BACKUP_TMP_DIR1}* >> ${LOG} && rm -vrf *.sql *.tar.gz >> ${LOG}

# 2
#ssh root@${MYSQLSERVER} ‘/usr/bin/mysqldump -u root -pCOLOCARSENHA –all-databases > /algumDiretorio/b-mysql/backupmysql.sql’
#ssh root@${MYSQLSERVER} ‘cd ${BACKUP_REMOTO_DIR2}’
#ssh root@${MYSQLSERVER} ‘tar -czvf bkpMysql-${DATA}.tar.gz backupmysql.sql’

rsync -Cravzp root@${MYSQLSERVER}:${BACKUP_REMOTO_DIR2}* ${BACKUP_TMP_DIR2} >> ${LOG} # transferindo o backup do Mysql para o servidor de backup
cd ${BACKUP_TMP_DIR2} && tar -czvf bkpMysql-${DATA}.tar.gz backupmysql.sql  && cp *sql ${BACKUP_DIR2} cp *.tar.gz ${BACKUP_DIR2}
echo ”  Procurando arquivos com mais de 7 dias para remoção  ”
find ${BACKUP_DIR2} -name “*.tar.gz” -ctime +7 -exec rm -vrf {} >> ${LOG} \;
echo “Limpando diretório temporario”
cd ${BACKUP_TMP_DIR2}* >> ${LOG} && rm -vrf *.sql *.tar.gz >> ${LOG}

# mensagem de resultado
echo
echo “——————————————-”
echo “-          BACKUP DO SERVIDOR MySQL       -”
echo “-  Seu backup foi realizado com sucesso.  -”
echo “——————————————-”

echo “————————————–”
echo “-  Iniciando backup do servidor Mail -”
echo “————————————–”
echo

echo
mount /dev/md0 /algumDiretorio
montado=`mount | grep /algumDiretorio`
if [ -z “$montado” ]; then
exit 1
else
echo ”  Iniciando copia dos arquivos … ”
rsync -Cravzp root@${MAILSERVER}:/Diretorio/ ${HOME_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
rsync -Cravzp root@${MAILSERVER}:/Diretorio/ ${VAR_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
rsync -Cravzp root@${MAILSERVER}:/Diretorio/ ${PAGINA_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
rsync -Cravzp root@${MAILSERVER}:/Diretorio/ ${ETC_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
cd ${BKP_MAIL_DIR}
#if [ `pwd` != “$BKP_MAIL_DIR” ]  # or   if [ “$PWD” != “$BKP_MAIL_DIR” ]
# Não está em /algumDiretorio/b-mail/?
#then
# echo “Não é possível alterar $BKP_MAIL_DIR.”
# exit $E_XCD
#fi # Doublecheck no diretório, antes de brincar com arquivo de registro.

echo ”  Compactando os arquivos  …     ”
tar -czvf bkpHome-mail-${DATA}.tar.gz ${HOME_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
tar -czvf bkpVar-mail-${DATA}.tar.gz ${VAR_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
tar -czvf bkpHome-Pagina-mail-${DATA}.tar.gz ${PAGINA_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
tar -czvf bkpEtc-mail-${DATA}.tar.gz ${ETC_MAIL_TMP_DIR} >> ${LOG}
echo ”  Procurando arquivos com mais de 7 dias para remoção  ”
find ${BKP_MAIL_DIR} -name “*.tar.gz” -ctime +7 -exec rm -vrf {} >> ${LOG} \;
echo “Limpando diretório temporario”
rm -vrf ${HOME_MAIL_TMP_DIR}* >> ${LOG}
rm -vrf ${VAR_MAIL_TMP_DIR}* >> ${LOG}
rm -vrf ${PAGINA_MAIL_TMP_DIR}* >> ${LOG}
rm -vrf ${ETC_MAIL_TMP_DIR}* >> ${LOG}
# mensagem de resultado
echo
echo “——————————————-”
echo “-          BACKUP SEVIDOR-MAIL            -”
echo “-  Seu backup foi realizado com sucesso.  -”
echo “——————————————-”
echo
fi

echo
echo “———————————–”
echo “Iniciando backup do servidor SVN 1 ”
echo “———————————–”

echo
mount /dev/md0 /algumDiretorio
montado=`mount | grep /algumDiretorio`
if [ -z “$montado” ]; then
exit 1
else
echo “Iniciando copia dos arquivos … ”

rsync -Cravzp root@${SVNSERVER1}:${SVNDIR1} ${BKP_TMP_SVN1}
echo “Compactando os arquivos … ”
cd ${SVN1_BKP_DIR}

tar -czvf bkpSvn1-${DATA}.tar.gz ${BKP_TMP_SVN1} >> ${LOG}
echo “Procurando arquivos com mais de 7 dias para remoção”
find ${SVN1_BKP_DIR} -name “*.tar.gz” -ctime +7 -exec rm -vrf {} >> ${LOG} \;
echo “Limpando diretório temporario”
rm -vrf ${BKP_TMP_SVN1}* >> ${LOG}
# mensagem de resultado
echo
echo “———————————–”
echo ”     BACKUP SVN1 CONCLUIDO!        ”
echo “———————————–”
echo
fi

echo
echo “———————————–”
echo “Iniciando backup do servidor SVN 2 ”
echo “———————————–”

echo
mount /dev/md0 /algumDiretorio
montado=`mount | grep /algumDiretorio`
if [ -z “$montado” ]; then
exit 1
else
echo “Iniciando copia dos arquivos … ”

rsync -Cravzp root@${SVNSERVER2}:${SVNDIR2} ${BKP_TMP_SVN2}
echo “Compactando os arquivos … ”
cd ${SVN2_BKP_DIR}

tar -czvf bkpSvn2-${DATA}.tar.gz ${BKP_TMP_SVN2} >> ${LOG}
echo “Procurando arquivos com mais de 7 dias para remoção”
find ${SVN2_BKP_DIR} -name “*.tar.gz” -ctime +7 -exec rm -vrf {} >> ${LOG} \;
echo “Limpando diretório temporario”
rm -vrf ${BKP_TMP_SVN2}* >> ${LOG}
# mensagem de resultado
echo
echo “———————————–”
echo ”     BACKUP SVN2 CONCLUIDO!        ”
echo “———————————–”
echo
fi
#Enviando email de confirmacao

ssh root@${MAILSERVER} ‘/root/emailDoBackup.pl’

#Abaixo o conteudo do Script
#use MIME::Entity;

#$texto = “O servidor de backup realizou o backup com sucesso,em anexo o script de backup !”;

#$top = build MIME::Entity  From => ‘Root <root>’,
#                           To   =>   ‘suporte@domain’,
#                           Subject => “[Backup-Empresa] Confirmação do Backup “,
#                           Data => $texto;

# definindo o anexo
#$top->attach(
#            Name        => “backupscript.sh”,
#            Path        => “backupscript.sh”,
#Type        => “application/x-gtar”,
#            Encoding    => “base64″
#);

# caminho para o programa do agente MTA do seu servidor
#open(MAIL,”| /usr/lib/sendmail -t”);
#$top->print(\*MAIL);
#close(MAIL);

exit 0
# O valor zero é retornado após a saída do script
#+ Indica sucesso para o shell.

Abaixo especifico o scrip !!!!

#!/usr/bin/perl
# este modulo eh necessario para que tudo ocorra corretamente.
use MIME::Entity;

$txt1 = “O servidor de backup realizou o backup com sucesso,em anexo o script de backup !”;

$top = build MIME::Entity  From => ‘Root <root>’,
To   =>   ‘suporte@domain’,
Subject => “[Backup-Empresa] Confirmação do Backup “,
Data => $txt1;

# Anexo
$top->attach(
Name        => “algumacoisaExemplo.sh”,
Path        => “/diretorio/algumacoisaExemplo.sh”,
# Se o anexo for compactado
#Type        => “application/x-gtar”,
Encoding    => “base64″
);

# Agente MTA do seu servidor
open(MAIL,”| /usr/lib/sendmail -t”);
$top->print(\*MAIL);
close(MAIL);