Arquivo da categoria ‘português estruturado’

O Visualg(VisuAlg) é um programa que edita, interpreta e executa algoritmos como um programa normal de computador. Ótimo recurso para quem está iniciando no aprendizado de algoritmos, não só para praticar a sua criação mas também para melhor entender a sua execução através do visualizador de variáveis que funciona como um depurador. O Visualg atualmente se encontra na versão 2.0 e possui recursos como simulação da “tela” do computador, visualização de variáveis, “breakpoints”, ajuda on-line, impressão dos fontes e outras características que auxiliam o aprendizado das técnicas de programação.

Download 

Anúncios

Algoritmo

Publicado: outubro 10, 2007 em algoritmo, português estruturado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
\begin{algorithm} % latex2html id marker 338\caption{Verifica Solu\c{c}\ {a}o... ...\'{e} uma solu\c{c}\ {a}o para o STSP. \ENDIF \end{algorithmic}\end{algorithm}
Um algoritmo é uma sequência não ambígua de instruções que é executada até que determinada condição se verifique. Mais especificamente, em matemática, constitui o conjunto de processos (e símbolos que os representam) para efectuar um cálculo.

O conceito de algoritmo é freqüentemente ilustrado pelo exemplo de uma receita, embora muitos algoritmos sejam mais complexos. Eles podem repetir passos (fazer iterações) ou necessitar de decisões (tais como comparações ou lógica) até que a tarefa seja completada. Um algoritmo corretamente executado não irá resolver um problema se estiver implementado incorretamente ou se não for apropriado ao problema.

Um algoritmo não representa, necessariamente, um programa de computador, e sim os passos necessários para realizar uma tarefa. Sua implementação pode ser feita por um computador, por outro tipo de autômato ou mesmo por um ser humano. Diferentes algoritmos podem realizar a mesma tarefa usando um conjunto diferenciado de instruções em mais ou menos tempo, espaço ou esforço do que outros. Tal diferença pode ser reflexo da complexidade computacional aplicada, que depende de estruturas de dados adequadas ao algoritmo. Por exemplo, um algoritmo para se vestir pode especificar que você vista primeiro as meias e os sapatos antes de vestir a calça enquanto outro algoritmo especifica que você deve primeiro vestir a calça e depois as meias e os sapatos. Fica claro que o primeiro algoritmo é mais difícil de executar que o segundo apesar de ambos levarem ao mesmo resultado.

O conceito de um algoritmo foi formalizado em 1936 pela Máquina de Turing de Alan Turing e pelo cálculo lambda de Alonzo Church, que formaram as primeiras fundações da Ciência da Computação.